Página:Cancioneiro de musicas populares - volume 2.djvu/13


BATALHA DE ALCACER-QUIBIR



Miguel Leitão d’Andrada, que foi um dos companheiros do Rei D. Sebastião na desastrada batalha de Alcacer-Quibir, recolheu na sua Miscellanea a presente musica e competente poesia, que diz ter-se popularisado logo depois do desastre.

A musica vem na citada obra, escripta a tres partes distinctas; não tem divisões de compasso: a parte superior, em clave de Dó em 1.ª, é designada por Cantus; a parte média, em clave de Dó em 2.ª, é designada por Altus; e a parte grave, em clave de Dó em 4.ª, é designada por Hassus; transcrevêmol-a rigorosamente, collocando por cima da parte superior e por debaixo da média e grave a lettra como está no original, addicionando-lhe apenas as divisões de compasso para melhor comprehensão das pessoas que não conhecem a musica antiga. Esta musica não é puramente de invenção popular, porque a fórma de contraponto em que está escripta indica proveniência mais erudita.