Página:Espontaneidades da minha alma.djvu/118

— 118 —

NO ALBUM

DA EXCELLENTISSIMA SENHORA

D. M. P. de Cravella.

JÁ NÃO TENHO FÉ !

Joven e louco neste mondo —
Já gozei das illusões —
Já roubei de uns olhos negros
Meigas, ternas vibrações! —

D’olhos pardos viva crença
Em meu peito s’infiltrou —
Dos azues o mago olhar
Louco e crente me tornou!

Rubros labios de magia
Com sorrisos só do céu —
Me disseram cousas d’anjos —
Que dos anjos aprendeu! —

E depois que as azas brancas
Este anjo desprendeu —
Descri — descri do mundo —
Reneguei da terra e céu! —