Abrir menu principal

Página:Espumas fluctuantes (corr. e augm.).djvu/71

63
ESPUMAS FLUCTUANTES


AS TRES!RMÃS DO POETA


(traduzido de e. berthoudI

E noite! as sombras correm nebulosas.
Vão três pallidas virgens silenciosas
Atravez da procella irrequieta.
Vão três pallidas virgens... vão sombrias
Rindo collar n′um beijo as bocas frias...

Na fronte scimadora do — Poeta —,

— « Saúde, irmão, eu sou a!ndifferença,.
Sou eu quem te sepulta a idóa immensa,
Quem no teu nome a escuridão projecta...
Fui eu que te vesti do meu sudário...
Que vais fazer tão triste e solitário?..»

— o Eu lactarei!» — responde-lhe o Poeta.