Página:Espumas fluctuantes (corr. e augm.).djvu/92

84
ESPUMAS FLUCTUANTES

No sonho daquelle somno
Perpassa a Revolução!
Este olhar que não se move
Stá fito em — Oitenta e Nove
Homero — escuta Jove...
Robespierre — Dantão.

Naquelle craneo entra em ondas
O verbo de Mirabeau...
Pernambuco sonha a escada,
Que tambem sonhou Jacob;
Scisma a Republica alçada,
E pega os copos da espada,
Emquanto em su′alma brada:
«Somos irmãos, Vergniaud!»

Então repeti ao povo:
— Desperta do somno teu!
Samsão! derroca as columnas!
Quebra os ferros, Prometheu!
Vesuvio curvo — não pares,
Ignea coma solta aos ares,
Em lavas inunda os mares,
Mergulha o gladio no céo.

Republica!... Vòo ousado
Do homem feito condor!