Página:Fantina- (scenas da escravidão).pdf/129

XXXV

Havia muito tempo que Frederico dormia era leito separado ao fundo do quarto de D. Luzia, pretestando muito calor. Sobre a madrugada, quando mais pesado cahia o somno, Frederico ia ao quarto de Fantina que como uma pomba entre arminhos, só deixava ouvir o arquejar compassado do peito. Temendo barulho, opposição, elle respeitava a castidade de Fantina. Pelos leitos das outras elle fazia correrias aos beliscões e pontapés daquellas que acordavam sobresaltadas.

De volta para o quarto de D. Luzia elle passava a mão sobre Fantina, sentia formas avelludadas de uma macieza gostosa, mas retirava-se com as pernas tremendo como dous juncos batidos pelo sopro do vento.