Página:Leal consselheiro.djvu/45


de sea dessic, creendo sempre que he mu?to mais do que metsee Edaqui ihe natera contijnuado e grande adeo8 e nos senheres temporaae? amigos e sert?3?doren. Conssijrando que lhe fazem priacipatmente bJm. per suns bondaries e nora tanto.per seus merecimentos, Auera humyldade e pacienc?a has cousas contrairas. Ca sempre lhe parecera que mais real merecia, ou mjn- goamento de bern per seas pecados e culpas do quo recebe. Sero sempre muy contento, pois entendo quo calera dos .merecimentos he galardoado hem troutado e seruyndo Eda o?uy lhe uijra boo prazer continuado co,m. muy boa teen?om e grande carldads acerca defoe dos Desto sentera ocontrairo os quo continuadamento trazem ante os olhos da sun memoria, como sore boos em uirtudes de grande merecimento, ante deos derei- tea seruidores asseus senheres, do alto e grande linha- gem, engenho, e sobcaloric, cueride boa c?uerssa?om acerca dos amigos o seruidores. Eporem concludem ?e?al?has cousas lho deuem uijr ao comprimen to dessics seatindo muyto quai quer cousa qua assy acabar, ou possuyr hem podera on de contraire que lhes seia feito, ca entend�e deos eo mundo e?am mayto quaride todo hem uom como ihos parece quo he fezont. Ca este cu_ydado esconde tedas ?ynguas e falle�imentos. lgante amemoria continua- dame,?to apresenta sousos de seus pfincipaaes roereel-, ?,e?os, abut1 deuirtudes daalma, do corpo, dessum imnosta e boa pratica, aoutros serui?os fejtos e boa de?pesi?om percos fazer. Eassi em semelhante penssons ?empre nan cousas dessun uantagem hem ihe nerobran.. do seas/secados malles e fa!lecimentos. Edaquy ue.m s' stones muyt. o gradecerem os beens e mereess, hon?, tee, e ecru ages qua lhes seiam feitos, que entendens �teem que muyto mais merecem. Eassy som nembra-, dec dos cousas contrairas, ou da myngna que ham da eamprimento dessee deseio, que ajada que outras muy? tm? a?fim alegrande melhorias no?u as podon?