Página:Os Vilhancicos.pdf/48

44 : OS VILHANCICOS :

trica. O português entra em geral no corpo da composição, após o primeiro Nocturno. E é justo dizer-se que não lhe falta certo cunho de graça, nem desdiz da artificialidade, que caracteriza os restantes trechos. Alguns exemplos no-lo confirmarão brevemente.

Em cada Vilhancico entram sete ou oito trechos designados com êsse mesmo nome, a que todos os mais servem como que de comentário ou variante. O número e importância dêles davam o nome ao género. Desde os primeiros versos o Poeta convida jubilosamente os fieis a associar-se à festa a que vão assistir — Natal, Reis ou outra. Estabelece-se o diálogo, que imprime vida e movimento à acção e que sem êle cairia em completa monotonia. Sam Pastores que, avisados, vẽem vêr o menino recemnascido. Sam os Reis, que vẽem adorá-lo e trazer-lhe ofertas. Sam Ciganas que lêem a buena-dicha, Negros que o louvam em seu falar típico, com supressão de r r, e outras particularidades. Menos exactidão que em Gil Vicente na imitação impagável dêsses falares? É de crêr, e assim devia supôr-se. Mas note-se como não se perdeu êsse vinco popular da arte scénica marcado na primeira vêz pelo nosso genial Dramaturgo.

De resto, o que se procura conseguir estava infinitamente longe do que quer que fôsse que significasse preocupação documen-