Página:Poesias eroticas, burlescas e satyricas.djvu/39

nocturna
35

Os seus doces influxos brandamente,
Os olhos nos cerrou. Uns leves sonhos
Vieram animar nossos sentidos,
Té que chegou a fresca madrugada,
Em que á casa voltei d′onde sahira;
E tornando outra vez á pobre cama,
Dormi o dia inteiro a somno solto.



Poesias eroticas, burlescas e satyricas typographic ornament 01.png