Poesias (Bernardo Guimarães, 1865)/Evocações/Advertência

Evocações por Bernardo Guimarães
Advertência
Texto publicado em Poesias (1865).
ADVERTENCIA.

As poesias que se seguem, sob o titulo de Evocações, não são mais que fragmentos de uma serie mais numerosa de composições que o autor planejou, mas que por agora não lhe tem sido possivel completar.

São meros esboços, imperfeitos e incompletos, como o leitor verá, se quizer dar-se ao trabalho de percorrêl-os.

Entretanto, como algumas pessoas, em cuja illustração e criterio deposito toda a confiança, assegurárão-me que essas poesias, assim mesmo incompletas e fragmentadas, como ahi vão, poderião ser lidas com interesse e prazer, por isso animei-me a incluil-as na presente collecção. Demais, como não ha um laço de unidade que ligue entre si intimamente essas differentes peças, podem ser lidas isoladamente, sem que se tornem incomprehensiveis.

O Preambulo, e o Preludio, — creio eu — explicão satisfactoriamente qual é o genero d’essas composições, e qual a intenção do autor com essas evocações fantasticas.

Como muitas vezes a enunciação da idéa n’essas poesias fica como que incompleta, e as transições são um pouco bruscas, julguei dever usar em alguns lugares das linhas de pontos, afim de indicar que ha alli uma lacuna no pensamento, que o leitor supprirá do modo que melhor lhe aprouver.

O Autor.