Abrir menu principal

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo/CCX

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo por Garcia de Resende
Partida d' el-rey das caldas pera Alvor


E ao sabado polla menhã o melhor que pôde, el-rey cavalgou a cavallo bem fraco e foy jantar a hũa quinta de bons pomares e casas que estava no caminho, e dahi dormir a Alvor onde chegou tarde com muita fraqueza, e pousou nas casas d' Alvoro d' Atayde. E o senhor Dom Jorge com muita gente da d' el-rey per seu mandado se foy a Vila Nova de Portimam, onde foy de Dom Martinho senhor da villa que depois foy conde della, servido com muitos e grandes banquetes. E el-rey esteve em Alvor alguns dias que se levantava e vinha de hũa camara onde jazia a hũa casa debaixo, e deitado vestido em hũa camilha ouvia missa na salla; e ysto fez alguns dias atee que veo a tanta fraqueza que se nam podia levantar, e laa na camara lhe deziam missa e da cama via Deos. E hindo el-rey assi cada vez pera pior, o senhor Dom Jorge o veo ver duas vezes e no mais, e sempre dambas tornou a dormir a Vila Nova. E logo pareceo a muitos que el-rey tinha ho duque seu primo declarado por rey polo verem ficar em Alcacer tam afastado e el-rey ver tam poucas vezes o filho. E hindo el-rey achando-se cada vez pior desejou muito ver a raynha sua molher e o duque seu primo; e por a raynha ser mal desposta lhe pareceo que nam poderia vir e escreveo ao duque, e lhe rogou muito que o viesse ver, com tençam de lhe declarar como o deyxava por rey e encomendar-lhe seu filho. E porque o duque tardava lhe mandou el-rey outro recado por Antonio de Miranda, e depois outro por Dom Martinho de Noronha. E o duque vindo ja pera Alvor estando no lugar dos Colos, foy aconselhado que nam fosse mais adiante; e com recados e cartas que disse receber da raynha em que o mandava chamar à pressa pera vir ver el-rey se tornou a Alcacer. E por ho capitão Fernam Martinz Mazcarenhas mandou dizer a el-rey que elle tornara per mandado da raynha porque ella a grande pressa o queria hir ver. O qual recado foy dado a el-rey aa sesta-feyra pola menhã quando elle se achou bem e folgou muito com ysso, e logo começou d' ordenar onde a raynha e o duque aviam de pousar. E porque o fruxo d' el-rey hia em muyto grande crecimento os fisicos ordenaram de lho estancar, e com remedios que pera ysso fizeram lho estancaram; e porque o humor era ja muito corruto por todo o corpo como nam tevesse lugar de sayr, saltou com elle letresia tam grande que o nam deixava acordar nem abrir hos olhos senam fora de seus sentidos dormir sempre e com muito trabalho o acordavam; e acordado dizia a todos com grande eficacia que por amor de Deos o acordassem e o nam deyxassem morrer como besta. Falavam-lhe muyto alto, boliam com elle, esfregavam-lhe hos pees, e vendo que com nada acordava, o prior do Crato Dom Diogo d' Almeida que nesta doença ele e Ayres da Silva ho serviram grandemente, e tanto que se el-rey vivera lhe ouvera de fazer grandes merces e quiçaes outros o nam esperaram, tomou el-rey pola barba e bradou rijo: "Senhor, acorday"; e elle acordou muy inteyro e disse: "Prior, essa mão mays honesta fora posta em outro lugar, que pees avia ahi", estando morto nam consentia cousa mal feyta. E com esta payxam de dormir esteve atee quinta-feira bem noyte vinte e dous dias d' Outubro, em que hos fisicos tomaram por remedio dar-lhe meezinhas pera tornar ao fruxo, pera com elle retornar a seus sentidos.

E neste dia de quinta-feyra hos de seu conselho que presentes eram sem o elle saber mandaram hũa caravella a Lisboa pera de laa trazer panos de doo, tochas e veludo preto e outras cousas. E com ysto que se logo soube dizem que o duque se tornou e no reyno ouve alguns alvoroços. E como el-rey tornou a sayr, aa sesta-feira polla menhaã cedo allivou, e sem ter os accidentes que tinha ficou allegre com mostranças de são, que claramente cuydou que era. De que na villa ouve grande alvoroço e muito prazer e alegria e veo a gente toda ao paço que avia dias que o nam viram e o tinham por morto. E ele ouvindo o rumor perguntou que era, e quando lhe disseram que era, com prazer de sua saude mandou abrir ha porta e disse: "Deyxay entrar essa gente que folgua de me ver e eu a elles". Entraram todos com elle poucos e poucos, e com muito prazer e lagrimas lhe beyjavam a mão e se tornavam a sayr e elle rindo fazia a todos muyto gasalhado. E aquelle dia se fizeram muitas festas e alegrias. E el-rey fez escrever cartas pera a raynha e pera o duque e pera as cidades principaes do reyno, e assi muytas villas dando-lhe conta do seu acidente passado de que estivera mal, e que jaa estava bem com esperança de vida, encomendando a todos que lhe rogassem a Deos por ela e nam fizessem alvoroços alguns; e em algũas partes encomendou que lhe fizessem precições a casas devotas. As quaes cartas foram logo feytas, e sendo muytas as assinou todas per si, e com muita pressa foram dadas em todo o reyno. E muytos has teveram por nam verdadeiras, e cuidaram que eram falsas e que el-rey era morto. E aa sesta-feira logo pola menhã cedo mandou chamar o senhor Dom Jorge seu filho a Villa Nova onde estava; e ho veo logo ver acompanhado de muytos fidalgos que com muito grande prazer e alegria vieram ver el-rey, que muyto folgou com o filho e com elles; e logo depois de comer ho fez tornar com todos os que com elle vieram.