Abrir menu principal
Minha Finalidade
por Augusto dos Anjos


Turbilhão teleológico incoercível,

Que força alguma inibitória acalma,

Levou-me o crânio e pôs-lhe dentro a palma

Dos que amam apreender o Inapreensível!


Predeterminação imprescriptível

Oriunda da infra-astral Substância calma

Plasmou, aparelhou, talhou minha alma

Para cantar de preferência o Horrível!


Na canonização emocionante,

Da dor humana, sou maior que Dante,

- A águia dos latifúndios florentinos!


Sistematizo, soluçando, o Inferno...

E trago em mim, num sincronismo eterno

A fórmula de todos os destinos!


(Outras Poesias, 21)