Página:Broqueis.pdf/42



São pavilhões das hóstes fugitivas,
Das guerras acres, sanguinarias, vivas,
Da luta que os Espiritos ufana.

Estandartes heróicos, palpitantes,
Vendo em marcha passar anniquilantes
As tôrvas catapultas do Nirvana !