Abrir menu principal

Página:Espumas fluctuantes (corr. e augm.).djvu/115


POESIA E MENDICIDADE


NO ÁLBUM DA EXMA. SRA. D. MARIA JUSTINA PROENÇA PEREIRA PEIXOTO


I

Senhora! A poesia out′ra era a estrangeira,
Pallida, aventureira, errante a viajar,
Batendo em duas portas — ao grito das procellas,
Ao cóo — pedindo estrellas, á terra — um pobre lar!

Visão de aureos laureis, porém de manto esqualido,
Mulher de labio pallido e olhar cheio de luz.
Seus passos nos espinhos em sangue se assignalam...
E os astros lhe resvalam á flor doa hombros nús...