Abrir menu principal

Página:Espumas fluctuantes (corr. e augm.).djvu/251

243
ESPUMAS FLUCTUANTES


SAUDAÇÃO A PALMARES


Nos altos cerros erguido,
Ninho d′aguias atrevido,
Salve — paiz do bandido!
Salve — pátria do jaguar!
Verde serra, onde os Palmares
— Como indianos cocares —
No azul dos Columbios ares
Desfraldam-se em molle arfar!

Salve! Região dos valentes,

Onde os echos estridentes

Mandam aos plainos trementes

Os gritos do caçador!

E ao longe os latidos soam

E as trompas da caça atroam...