Página:Negrinha- Contos (1920).pdf/72

70 NEGRINHA

do carrasco era facil, mas sahir ? !... Deus que me perdôe, mas aquillo foi a maior peste que o raio do diabo do barzabú do canhoto botou no mundo !...

— O urutú... murmurei, recordando-me. E' isso mesmo...

— Pois o Leandro — não sei que intrigante malvado inventou que elle... que elle, com perdão da palavra, andava com a patrôa, uma senhora muito branca, que parecia uma santa. O que houve, se houve alguma coisa, Deus sabe. Para mim, tudo foi feitiçaria da Liduina, mulata amiga do coronel. Mas, innocente ou não, o caso foi que o pobre Leandro acabou no tronco, lanhado a chicote. Uma novena de martyrio, "lepte ! lepte !" E pimenta em cima... Morreu. Depois que morreu, foi moqueado.

— ? ? ?

— Pois então ! Moqueado, sim, como um bugio. E comido, dizem. Penduraram-lhe a carne na dispensa e todos os dias vinha á mesa um