Página:O cortiço.djvu/342


só pelo fato do casamento, mas por tudo! Não seja mole!

João Romão escutava, caminhando calado, sem mais vislumbres de agitação. Tinham chegado à praia.

— Você quer encarregar-se disto? propôs ele ao companheiro, parando ambos à espera do bonde; se quiser pode tratar, que lhe darei uma gratificação menos má...

— De quanto?...

— Cem mil-réis!

— Não! dobre!

— Terás os duzentos!

— Está dito! Eu cá, pra tudo que for pôr cobro a relaxamento de negro, estou sempre pronto!

— Pois então logo mais à tarde lhe darei, ao certo, o nome do dono, o lugar em que ele residia quando ela veio para mim e o mais que encontrar a respeito.

— E o resto fica a meu cuidado! Pode dá-la por despachada!