Abrir menu principal


- Então o tal padreco é mesmo um Santantoninho, Maria Miquelina!

A mulata não respondeu.

- Tens as bananas atravessadas na garganta, rapariga? Olha que se me móis, não janto.

As bananas estavam perdidas, mas era preciso salvar a honra do pirarucu fresco, que a caseira guardara para a refeição da tarde, fritando-o em fino azeite doce. Estava de tentar.

- Olhe, seu Chico, disse a mulata depois duma pausa; vuncê sabe que eu não gosto de homens de saia. Mas o vigarinho é um santo, lá isso ninguém me tira.

O professor voltou para a sala, sentou-se de novo à mesa, pegou na pena e começou a escrever:

"O escritor destas modestas e despretensiosas linhas..."

Mas largou a caneta, sem ânimo de prosseguir. Não queria elogiar o padre, não queria comprometer-se. Demais, estava com um ferro por causa da Maria Miquelina! E