Página:Poesias (Bernardo Guimarães, 1865).djvu/330


PRELUDIO

Vinde, vós todas, que nos meus caminhos
Derramastes outr’ora algumas flôres,
E déstes-me a colher por entre espinhos
    A rosa dos amores.

Surgí do limbo escuro, em que escondeis-vos
Do passado na bruma adormecidas,
Onde minha alma ingrata ha tanto tempo
    Deixou-vos esquecidas.

Eia! — ao chamado meu acudí promptas,
E do olvido por entre a nevoa espessa,
Bellas, donosas, quaes vos vi outr’ora,
    Erguei vossa cabeça.