Página:Poesias (Bernardo Guimarães, 1865).djvu/60


A UMA ESTRELLA
POESIA OFFERECIDA A MEU AMIGO
O SR. A. C. C. V. C.




Salve, estrella solitaria,
Que brilhas sobre esse monte,
Timida luz maviosa
Derramando no horizonte.

Eu amo teu manso brilho
Quando languido se esbate,
Pelos campos scintillando,
De relva em humido esmalte;

Quando tremula argenteias
Um lago limpido e quedo,