Página:Poesias (Bernardo Guimarães, 1865).djvu/66


O ERMO



Quæ sint, quæ fuerint, quæ sunt ventura, trahentur.

(Virgilio.)





I.


Ao ermo, ó musa: — além d’aquelles montes,
Que, em vaporoso manto rebuçados,
Avultào lá na extrema do horizonte...
Eia, vamos; — lá onde a natureza
Bella e virgem se mostra aos olhos do homem,
Qual moça indiana, que as ingenuas graças
Em formosa nudez sem arte ostenta!...
Lá onde a solidão ante nós surge,
Magestosa e solemne como um templo,
Em que sob as abobadas sagradas,
Inundadas de luz e de harmonia,