Página:Primeiro Tratado de Santo Ildefonso.djvu/22

( 16 )

Artigos, acharem ao tempo de reconhecer o Paiz, entre os Rios Jaurú, e Guaporé, outros Rios, ou balizas naturaes, por onde mais commodamente, e com maior certeza ſe poſſa aſſinalar a Raia naquella paragem, ſalvando ſempre a navegação do Jaurú, que deve ſer privativa dos Portuguezes, e o caminho, que coſtumão fazer do Cuyabá até o Mato groſſo: Os dous Altos Contratantes conſentem, e approvão, que aſſim ſe eſtabeleça, ſem attender a alguma porção mais, ou menos de terreno, que poſſa ficar a huma, ou outra parte. Deſde o lugar que na margem Auſtral do Guaporé for aſſinalado para termo da Raia, como fica explicado, baixará a Fronteira por toda a corrente do Rio Guaporé, até mais abaixo da ſua união com o Rio Mamoré, que naſce na Provincia de Santa Cruz da Serra, e atraveſſa a Miſsão dos Moxos, formando juntos o Rio, que chamão da Madeira, o qual entra no Maranhão, ou Amazonas pela ſua margem Auſtral.

ARTIGO XI.

BAixará a Linha pelas aguas deſtes dous Rios Guaporé, e Mamoré, já unidos com o nome da Madeira, até á paragem ſituada

em