Abrir menu principal

Página:Ultimos Sonetos.pdf/126

120
ULTIMOS SONETOS


O coração que é puro e que é contricto,
Se sabe ter doçura e ter dolencia
Revive nas estrellas do Infinito.

Revive, sim, fica immortal, na essencia
Dos Anjos paira, não desprende um grito
E fica, como os Anjos, na Existencia.