Abrir menu principal

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo/CLXXIV

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo por Garcia de Resende
Da merce que el-rey fez a Vasco Fernandez Cabral e a Joam Falcão, e a Dom Martinho


Quando faleceo Fernam Cabral fidalgo da casa d' el-rey e do seu conselho, Vasco Fernandez Cabral seu filho mandou pedir a el-rey pelo conde de Marialva que lhe fizesse merce de hũa tença que ficara de seu pay, e el-rey se escusou, e ho conde disse a Vasco Fernandez que el-rey lha nam quisera dar. Dahi a poucos dias passou Vasco Fernandez perante el-rey em hũa salla e elle ho chamou, e lhe perguntou cujo filho era conhecendo-o muyto bem; elle lhe disse que de Fernam Cabral; disse el-rey: "E vós viveis comigo e soes pera me servir no que vos eu mandar?"; respondeo-lhe: "Senhor, si"; e el-rey tornou: "Pois que soes pera me servir porque nam soes pera me pedir merce do que ficou de vosso pay e mo mandaes pedir por outrem, que cuidais que polo seu vo-la faço? Ora manday fazer o padram da tença que a vós que me aveis de servir faço a merce e nam por respeito de ninguem".

E Joam Falcam tinha-lhe el-rey feyto hũa merce, e por aver dias que não assinava ouve o alvara aa mão e pedio por merce ao capitão dos ginetes por ter com el-rey muyta valia que lho assinasse laa dentro; e ho capitão estando el-rey assinando huns papeys lho deu e pedio por merce que assinasse, e el-rey o rompeo em pedaços, de que ho capitão ficou muy aguastado, e muyto mays Joam Falcam quando ho soube. E ao outro dia vio el-rey Joam Falcam e chamou-o e disse-lhe: "Bem a merce que vos eu faço mandais vós assinar por ninguem; hora hi a hum escrivam que vos faça ho despacho e mo dee logo que a vós hey-d' assinar a merce que vos faço e nam a outrem".

E Dom Martinho de Tavora filho de Ruy de Sousa sendo mancebo pedio a el-rey a alcaydaria-moor de Fronteyra que entam vagara, e el-rey lha deu; e elle acabado de lhe beyjar a mão e saydo fora da casa, topou ho conde de Faram de que era muyto amigo, e deu-lhe conta da merce que lhe el-rey fezera tam levemente, e loguo sem ho remeter a official yndo muyto contente. E ho conde por folgar muyto com ysso entrou loguo com el-rey e lhe foy por ysso beyjar ha mão, e el-rey lhe disse: "Nam me entendeo que nam lhe dey tal". E quando o conde o disse a Dom Martinho ficou morto, e tornou a el-rey e disse-lhe: "Senhor, nam me fez vossa alteza agora merce do castelo de Fronteyra?"; e el-rey lhe tornou: "Si, mas homem que tam pouco sabe, que daa conta da merce que lhe eu faço primeyro ao conde de Faram que a Ruy de Sousa seu pay não he pera ter fortaleza". E dahi a pouco vagou Sousel, e el-rey o mandou chamar e sem o ele saber nem pedir lhe fez merce da fortaleza.