Abrir menu principal

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo/XXII

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo por Garcia de Resende
Da morte d' el-rey Dom Afonso, e de como o principe foy alçado por rey


E depois do infante Dom Affonso assi estar em terçarias na villa de Moura em poder da infanta Dona Breatiz sua avoo como dito he, ho principe e ha princesa pollo grandissimo bem que ao infante queriam por ser tam excelente criatura, e nam terem outro filho nem filha, e polo grande receo que tinham à sua saude por a villa de Moura ser muyto doentia nos verãos, ficaram em Beja pera dahi cada dia saberem novas do filho que em estremo muito amavam.

E no mesmo ãno de mil e quatrocentos e oitenta e hum no mes d' Agosto, veo recado ao principe que el-rey seu pay estava na villa de Sintra muito doente de febres; e tanto que lhe deram a nova partio logo a grande pressa e o foy ver. E avendo muyto poucos dias que el-rey era doente, foram as febres tam rijas, que quando o principe chegou a elle o achou ja de maneira, que todos os fisicos desconfiavam de sua saude. Beyjou a mão a el-rey seu pay com muito acatamento. E el-rey foy muy ledo com a vinda e vista do principe porque em todas suas fortunas elle soo foy sempre ho principal conforto e remedio dellas, e ho que el-rey em todollos tempos sobre todos mays estimou. E naquelle tempo que era de tamanha necessidade, tanta tristeza, e desconsolaçam, ficou muy consolado com elle. E o principe como prudente e muy virtuoso filho, tanto que dos fisicos soube que a vida d' el-rey seu pay nam tinha remedio algum, lho quis buscar pera salvaçam de sua alma; e lhe lembrou logo com palavras de muyto amor e esforço, com grande prudencia e segurança as cousas que lhe pareceram necessarias pera descarrego de sua conciencia e bem de sua alma. Has quaes el-rey tomou delle com grande amor e muita paciencia, dando muytas graças a Deos por o livrar de tantos perigos como tinha livre, e ho deixar morrer em seus reinos e em sua casa e sua cama com conhecimento de sua morte; e conformando-se com sua vontade, e o de que mais fosse servido, fez logo tudo o que cumpria; com seu testamento feyto e muyto bem ordenado, confessado, comungado e ungido com muita devaçam e arrependimento de seus pecados, como catolico e virtuoso rey, perante o principe seu filho deu a alma a Deos, e se finou na dita vila de Sintra na mesma casa e lugar donde naceo, aos vinte e oito dias d' Agosto do dito ãno de mil e quatrocentos e oitenta e hum, em hidade de quarenta e nove annos dos quaes reynou os quarenta e tres. Foy o principe por sua morte muy anojado e assi todos os que presentes eram e todo o reino, porque el-rey era muyto bem quisto e muy amado de todos. Foy logo ho corpo d' el-rey com muita solenidade e muito grande tristeza levado ao Moesteiro da Batalha, e sepultado na casa do capitollo onde ainda agora jaz.

Ho principe vestido todo de burel como entam era costume, se encerrou tres dias com tantas lagrimas e tanta tristeza, quanto hum tam singular filho por hum tam virtuoso pay podia ter. E no derradeyro dia do dito mes d' Agosto vestido de vestiduras reaes com o cetro na mão, e todas as cerimonias acustumadas foy pollos senhores e nobres do reyno que se ahi entam acertaram, alevantado por rey na mesma villa de Sintra no Joguo da Pella em ydade de vinte e seys annos e quatro meses. E loguo com grande solenidade foy em todos seus reinos levantado e obedecido por rey. E pollo grande sentimento que todos souberão que el-rey tinha polla morte d' el-rey seu pay, e tambem polo nojo em todos ser muy geral, por quam amado e bem quisto era, foram em todo o reino feytos muito grandes prantos com grandes cerimonias de tristeza, e toda ha gente vestida de burel, almafega, luto e vaso. E per mandado d' el-rey foram feitos em todolos moesteyros e ygrejas grandes, e devotas exequias, em que muy devotamente encomendavam sua alma a Deos. E d' el-rey Dom Affonso que sancta gloria aja nam ficarão mais filhos que el-rey Dom Joam, e a infanta Dona Joana mais velha que el-rey, que solteira sem casar com vida e obras de muy virtuosa e catolica princesa se finou no Moesteiro de Jesu d' Aveiro dahi a muitos dias em hidade de trinta e seis ãnos, no anno de mil e coatrocentos e noventa como ao diante se dira .