Arte de Grammatica da Lingoa mais Vsada na Costa do Brasil/VII

Annotações, na Conjugação. Cap. VII.


A

S peſſoas que varião os verbos ſão ſeis, a terteira he a meſma no ſingular, & plural, porque os

nomes não tem numeros vt ſupra. Exemplo.

Singular.
1. A,
2. Erê,
3. O,

etiam in plurali.


Plur.
1. Orô, l. .
2. ,
3. O,

¶ Todos os ver. Actiuos, & muitos neutros ſe conjugão com eſtas peſſoas, as quaes chamamos articulos á differença das peſſoas expreſſas, que ſão os pronomes, com os quaes ſe conjugão muitos verbos neutros, & não com os articulos, mas na mudança, & variação do fim ſeguem a conjugação por que não ha mais que hũa, vt ſupra, vt.


Singular affirm.


Xemaenduâr,

eu me lembro.

Ndemaenduâr,

tu.

Ymaenduâr,

ille.


Plur.


Orê,

maenduar, nos

Yandêmaenduâr,
Pémaenduâr,
Ymaenduâr,


Negat.


Naxemaénduâri,
Nandemaénduâri,
Nimaénduâri.


Plur,


Noremaenduâri.
Niandemaenduâri.
Napemaenduâri.
Nimaenduâri.

Exemplo dos que tem, ç. com zeura que ſe ha de mudar em, r.
Affir.

Negat.

Singular.


Xerorîb,

eu me alegro

Nderorîb,

tu

Çorib,

ille

Naxerorîbi.

Eu não.

Nandérorîbi,

tu.

Naçorîbi,

elle.


Plural.


Orerorîb,

nos.

yanderorîb,
perorîb,

vos.

çorîb.

illi.

Norerorîbi.

nos não.

Nianderorîbi.
Naperorîbi.

vos.

Naçoribi.

illi.

¶ Os verbos, que tem articulos não vſão delles do futuro do Coniunctiuo incluſiue por diante, como cõſta na cõiugação, mas não de ter os nominatiuos expreſſos, ſe ſão neutros, vt, Açô, eu vou. xeçóreme, ſe eu for. ndeçóreme, ſe tu, &c.

E ſe ſão actiuos, nominatiuo, & acuſatiuo, vt, Aiucâ, mato, yxéndèjucáreme, ſe eu te matar. Endé xéjucáreme, ſe tu me matares. yxé pedro, jucareme, ſe eu matar a pedro.


Præſente do Indicatiuo.


O

Preſente do Indicatiuo , poſto que inclue em ſi os quatro tempos, contudo mais propriamẽte ſignifica o preterito perfeito. Mas ex adiunctis ſe entende, ou do modo de falar,& cõmummente pera

o preſente (ainda q̃ não he ſẽpre neceſſario) ſe lhe poem na primeira peſſoa vtriuſque numeri,a ̂̑,ia ̂̑, nia ̂̑,icô, que tudo he hum, vt, açôa ̂̑, açôniâ, açôiã açôicô, vou, & as vezes ſe poem o meſmo, ã, &c. no futuro, vt Açôãnê, irey, Açôniãnè.

Na ſegunda ſe ſoe por, vj ̂̑, diſſyllabo, vt ereçôuj ̂̑, tu vas, preçouj ̂̑, vos ides, & ã, tambem.

¶ Pera o præterito imperfeito ſe lhe ſoe juntar,bia ̂̑, monoſſyllabo, vt Açobia ̂̑, ja eu, mas.

Ainda que eſte, bia ̂̑, ſe junta com todos os outros, ſignificando que ſe não cumprio ofim pera que ſe fazia a obra, ou algum impedimento. vt, Açôbia ̂̑, fuy eu, mas nem por iſſo me derão tal.

Açaucûbia ̂̑, Amo o eu, mas nem por iſſo me ama. tendo o accuſatiuo expreſſo, ha de ficar, biã, in fine, vt Aiucâabâbiã, mato a alguem mas. E aſsi ſem eſte, bia ̂̑, ſerue o proſente por imperfeito, vt in conjugatione ſimpliciter & ſem outra algũa particula.

¶ Pera o Pluſquam perfeito,ha de ter vmoán, diſſyllabo infine: o qual propriamente ſignifica, iam, & a todo los tempos ſerue, vt Ndèrúreme ajucâumoân, quando vieſte, iam interfeceram.

E aſsi com elle daremos futuro perfeito in, ro, vt ndèrúreme, ajucâumoáne, quando vieres, iam interfecero. Item perfeito, & Pluſquem perfeito no preſente do optatiuo, vt Aiucáumoãtemoma ̂̑, vtimam iam occiderim, vel, occidiſſem, ou com outro aduerbio præteriti tẽporis, vt ontem, eſtoutro dia, &c. Itẽ no Conjunctiuo, vt ndèrúrememó, ajucâumoãmo, ſe vieras iam occidiſſem.

Item no ſegundo imperfeito, Aiucâumoãmeémo, fi nalmente em todos os tempos & participios ſe pode pór vmoân, pera fazer preterito. Algũs pronuncião, vmuán, idem eſt.

¶ Futuro.

N

O futuro additur, ne, infine, o qual ſempre pera lá ſeguarda, ainda que ſe interponhão outras partes, vt.
Açône, irey.
Açô coríne, irey oje.
Acôcoríparanâmèné, irey oje ao mar.
Açôcorì ócupe derúriréne, irey oje a caſa depois que tu vieres.

No negatiuo tem xoe, vel xo. antes do, ne, vt patet.

Nos acabados em conſoante que hão de interpor, i. aſpero antes do, ne vide ſupra. fol. 1.

Imperatiuo.

O

Imperatiuo (tiradas as ſegundas peſſoas q̃ eſtão claras) ſe forma addito, ta, ao preſente do in dicatiuo in principio, & ſe encontra com vogal perde o,a. & ſe com conſoante fica inteiro, vt ter ceira peſſoa, oçô, elle vay. Toçô, pro taoçô.

Nos verbos que não tem articulo, çorîb, alegraſe Taçorîb, alegreſe.

No fim do negatiuo tem, umê. ſiue, imê, vt ſupra. o qual ſe pode apartar do verbo, & porſe a parte ante com algũa particula, vt eiucâumê, não mates ndénhóumê ejucâ, não o mates tu ſô.

¶ Preſente do Coniunctiuo.

P

Orque o preſente do Conjuñctiuo tem a meſina voz que o imperatiuo, & ſerue tambem por elle, vt, mate, matemos, não mates, não mateis, & ſe forma com, ta, da meſma maneira, dirſe a logo aqui delle.

De propoſito ſe pos em ſua lingoagem, Tajucâ,vmate eu, Terejucâ, mates tu: & não, como eu mato, ainda que mate, &c. porque ſe não fas caſo do nome do modo, quer lhe chamem conceſsiuo, quer conjunctiuo, ſenão da voz porque neſte preſente ſe achão todos elles,vt Pedindo licença.

Taçô, va eu.
Toroçô, vamos nos.
Toçô, va elle, ou vão elles .
Concedendo, permittindo, mandando, vt:
Tereçô, vas tu, ou vay tu, ou, iras tu.
Tapeçô, vos.
Exortando, inuitando, imperando, vt.
Tiaçô, vamo nos.

E aſsi ſerue tambem de futuro do indicatiuo,quanto â voz não determinado, & reſoluto como açône. que quer dizer, yrei,ou ei dir, ſenão como obe decendo, offerecendoſe , determinando , tendo intenção, vt, taçô, yrei, toroçô, tiaçô, yremos, toçô, yrâ, & tãbem mãdando nas ſegũdas peſſoas vt tereçô, tapeçô.

Mas na primeira do ſingular, & na primeira das do plural, poemſelhe, ne cõmummente, como no futuro, vt taçône, toroçône, negat. taçôuméne, toroçòuméne,& ſem elle ſe pode por pondolhe algũa parte logo diante, maxime com o Gerundio,Guijâbo, vt.

Teçôcá guíjâbo: a qual particula propriamente ſerue pera determinação , ou intenção, & tambem ſe vſa ſem, t. vt. Açónecâ. vel Açópccâ.

Negat. Açóumène, Açôumépecâ, a molher diz , quî em lugar de, câ.

Nas outras peſſoas raro ſe poem com algũa particula como, ro ̂̑, que quer dizer ergo, pois vt. Toçóro ̂̑, Toçónero ̂̑, Tapeçònero ̂̑, eat ergo, ite ergo.

¶ E como eſta maneira de futuro não he reſoluto ſoffre muito bem a lingoagem de portugues,pera que vt, Erûpirâ, taûne, traze peixe pera q̃ coma eu, quer ſe ſigua o effeito de comelo, quer não, ainda que a propria lingoagem ao pe da letra diz, traze peixe comeloey.

Na primeira plural q̃ tẽ, tiâ, ſe ſoe tirar o a,& ainda o t. eleganter nos verbos actiuos, porque tambem com, , ſe vſa o Indicatiuo , pro Imperatiuo yarû, pro tiarû, jrû, pro tirû. vt, Tiarû, tragamus, portemus, tirû. l. irû.

E nos começados por ç. com zeura tirandoſe o a. mudaſe o, ç. em,x. por cauſa do, i. immediato precedente vt, tiáçapî, tixapî, yxapî.

Algũs pronuncião xiâ, vel,chiâ, contracto pro Tiâ, dyſſyllabo, vt xiaçô, l. chiaçô, por tiaçô, vamos: No pronome yande, xiandérórîb,l. chiandérórîb, pro, Tiandérórîb.

Algũas vezes ſe vſa, do tiâ, l. chiâ, ſoo,& então cõmũmente quer dizer, vay, ou ide vos diãte, como conuidando a algũ, vamos a tal parte reſponde, tiâ, l.nei ̂̑ tiâ, peitiâ,&c. como quem diz, ſus vay diante.

Tambem ſe vſa deſta primeira peſſoa, & não da ſegunda quando ſe conuida alguẽ pera algũa obra, vt vay,ou, ide comigo,ou cõnoſco, tiaçó xeirûmo, que quer dizer vamos comigo, ou cõnoſco.

¶ Pera auizar não ſe vſa do imperatiuo, negatiuo, ſenão do preſente do indicatiuo, vt.

Najucâi, olha não mate eu.
Nderejucâi, olha não mates tu.

✠ Pera concluir com o preſente conjunctiuo, ſe note,que aſsi como no latim ha algũas partes q̃ pedẽ conjunctiuo tendo lingoagem de indicatiuo, vt licet quanuis, licet ſim bonus, ainda que ſou bom, &c. aſsi qua cõ algũas particulas o indicatiuo ſerue por conjunctiuo, vt áugebéte, quer dizer,ẽbora Eſto yepê, debalde, quanuis, augebéteaçô, ora embora va eu, ainda que va, yepèaçô, ainda que va: poſto q̃ a propria lingoagem he, debalde fuy, ou yrei, ou vou,&c. & nem por iſſo porque tambem ſe poſtpoẽ, vt açôyepê açôyepêne, cõ todos os tẽpos

Pera o Imperfeito não ha q̃ mudar,porq̃ ſẽpre ſe fica cõ ſua lingoagẽ propria, põdolhe mo,como ſe dirá a diãte, vt yepémo açô, debalde fora eu,quãuis irẽ Augebétemoaçô, embora, fora eu, doulhe q̃ fora eu. Para præterito perfeito ou pluſquam perfeito, additis aduerbijs præteriti temporis, como, ja, ontẽ, &c. vt.

Augebéte xeçôumáni, iui, iuerim iam.

yepémo xeçôumâni, quanuis iam iuerim.l. iuiſſem.

Augebétemo xeçôumáni, iuiſſem, quid inde?

Augebèramo açô, fuy a bom tempo, a propoſito.

Augebèramote oçô, idem, Açône, Taçône.

E ſempre fas indicatiuo propriamente, o meſmo he Augebeẽ , Augeê , Augebèramomo açô, eſte fas propriamente pr..terito do conjunctiuo por cauſa do mo, ſegundo, que tem.

O meſmo he com interrogação, a qual não muda o tempo porque a meſma lingoagem tem de hum modo, & outro, vt.

Açôpixêneê? que va eu ? que ey dir eu?

Açôpemoê? que auia eu dir? que ouueſſe dir? Em fim que com varias particulas ſe fazem os modos potencial, & permiſsiuo, & hũ modo por outro, tempus, pro tempore como em noſſa lingoa, pello que o vſo ſerá melhor meſtre. Tenhaſe cõta com a lingoagem, que diz va , fora , iria, &c. & tudo ſe achara neſtes tempos.

¶ OPtatiuo.

O

Primeiro tẽpo do optatiuo (vt ſupra) ſẽpre ſignifica futuro, o ſe eu mataſſe, mas cõ algũas par tes præteriti tẽporis pode ſignificar, perfeito & pluſquã perfeito, o ſegũdo ſẽpre ſignifica preterito.

✠ Alẽ diſto noteſſe q̃ a particula , ma ̂̑, ſẽpre ha dir no fim, ainda q̃ ſe interponhão outras partes, vt Açôtemo îbácupe ma ̂̑,o ſe eu foſſe ao Ceo,Açôméi mo îbácupema ̂̑. Pondoſe algũa parte antes do verbo com ella ſe ha de pôr, temò, ou beímo, vt yxétemó açôma ̂̑, yxètemó naçõixoéma ̂̑, yxèmeĩmo açôma ̂̑. yxémei ̂̑açóma ̂̑, yxèmoaçóma ̂̑, yxemonaçóixima ̂̑. Idem eſt, beĩmo, 🙰 meĩmo.

¶ Não he vſado nas ſegundas peſſoas em qualquer caſo em que eſtem , mas em lugar dellas ſuccede a terceira , vt pera dizer, o ſe tu mataſſes, não ſe diz, Eréijucâtemoma ̂̑, ſe não, o ſe aquelle mataſſe, entendendo, tu. oiucâtemoma ̂̑, o ſe eu te mataſſe, o ſe te mataſſem, não, ſenão,o ſe eu mataſſe aquelle, o ſe mataſſem aquelle, & ſic in omnibus pondo expreſſo o nome da ſegunda peſſoa, ou ſubintellecto, como ſe te chamas Pedro, digo, o ſe Pedro mataſſe, o ſe aquelle mataſſe pera querer dizer, ó ſe tu mataſſes Pedro temoojucâma ̂̑ ãbêtemo ojucâma ̂̑, xejucâtemo pedro ma ̂̑ o ſe me mataſſe Pedro ſempre entendendo tu, ou vos outros.

¶ Tambem ſerue de Optatiuo futuro eſta particula maráyaçoâramo açô ma ̂̑, l. xecóuma ̂̑, ô ſe eu foſſe, l. marayáçoáramo xeçóu, ſub intellecto, ma ̂̑, e propriamente quer dizer, ô como ſe azaria ora que eu foſſe.

Pera ſignificar præterito poemſelhe algũa parte q̃ o ſignifique como ſe diſſe do, Temo, como, ja, ontem, vt marayáçoáramo xeçóu quecê, l. quecêma ̂̑.

Eſta variedade faz a particula, ma ̂̑, da qual ſe vſa em couſas de dedejo, & magoa, & aſsi ſerue de Optatiuo, poſto que a propria lingoagem deſte modo, oûmeíma ̂̑, oûmoma ̂̑, oúmeímoma ̂̑, quer dizer, o como não vem, como não veo, quaſi dicat, ouuera de vir, deſejandoo: & por iſſo ſerue muito bem ao optatiuo.

Do Preſente do Coniunctiuo ja fica dito. Præterito Imperfeito, primeiro.

E

Ste tem, mo, infine, & pode ter dous, vt Açômomô, reſponde á præterito, & futuro conforme

às duas linguagẽs que tem, vt xémondóremeaçômo, ſe me mandarão fora eu, ſe me mãdaſſem iria eu, facilmente ſe entende do que ſe trata, & da maneira que ſe trata o futuro,& præterito. Tendo, moné, l. temoné, quer dizer, deuera deuia dir,vt Açômonemô, Açôtemonemô. Poſto que o, te ſempre ſe diz reſpectiué a outro, como quem diz, eu deuera dir,& tu não , oje ouuera dir & não ontem, &c.

Quer ô verbo ſe præponha , ou poſtponha ſempre hũ,mo. l. mone l. temone, ſe ha de juntar cõ a primeira parte, & ficar outro pera o fim, ainda q̃ eſte vltimo cõmummente ſe deixa elegantius, vt Açómocorîmo fora eu oje, l. Açómocorî, Açômonecorîmo. l. corímoneaçô. l. mo. Açôtemònecorîmó, corítemoneaçô, l mo. oje deuera eu dir, deuia dir, como obrigado, vt deberem ire.

Mas pera dizer, ouuera dir mas não fuy, vt iturus eram, cum eſſem iturus, não ſe vſa deſte tempo, ſenão por circunloquio : a ſaber , eſtava pera ir, queria ir, vſando do Indicatiuo, eſtãdo pera ir, &c. & então ſerue bem, o biã do præte. imperfeito. Açôpotâbia ̂̑, queria eu ir, mas, xeçópotáreme, querendo eu ir, i. cum iturus eſſem, quehe o futuro do Conjunctiuo,& outros modos ha tambem que o vſo enſinarâ.

Tambem ſe pode vſar de hũa particula geral que he, çô, vel çoê, infine verbi, vt Açôçô, quaſi que ouuera dir, por poucas que não fuy, conjugada por todos os tempos, vel Açôcôe.

¶ Præterito Imperfeito ſegundo.

E

Ste ſe vſa com, meèmo, vel beémo, infine de duas maneiras, hũa deſculpando, & aſsi ſerue o affirmatiuo , & negatiuo : como dizendo á alguem porque não cres em Deos? Reſponde. Nayeboéixoemeémo, não aprẽdera eu, ſ. ſe iſſo aſsi fora, & onde quer que pode caber o ſentido da particula, ſe fora, ſe tal, &c. ſe vſa dambos.

A ſegunda maneira he culpando, como dizendo alguem. Tratãome mal. Reſponde. Ndémarangatûmeémo, foras tu bom. Neſte não ſe vza do negatiuo como reſpondendolhe, não foras tu mao: ſenão dalgum circunloquio,como dizendo. Tu o quiſeſte, tu queres ſer roim,&c. meémo,ſempre ha dir inteiro cõ o verbo,ou cõ qualquer parte præcedẽte ao vebro, & não quer outro, mo, infine, vt. Açómeèmocorî, vel, Corímeémoaçô, fora eu oje,

Tambem ſe começa, por, mbaemeémoaçô, & nao quer dizer mais que Açómeèmo.

¶ FVTVRO.

D

Eſte futuro por diante ſe perdem os articulos ſua propria ſignificação he, a que tem na conjugação. Mas aſsi como o indicatiuo com algũas particulas ſerue pello conjunctiuo, vt ſupra, aſsi eſte ſerue pello indicatiuo, ſem lhe mudar nada, & quer dizer, ſe quando, como, porque, mato, mataua, matey tinha morto, & facilmente ſe entende no falar ex adiunctis. formaſe deſta maneira.

Os acabados em vogal com accento na vltima, fazem remé, vt Aiucâ, futuro, jucáremé, recurre â regra de til, m. fol.

Os acabados em vogal com accento na penultima acrecentão, me. ſomentes, vt Acái, Cáime, xeéu, xeèume.

Os acabados em cõſoante, emè, ſomentes,vt acepiâc cepiácemé, aimonhâng, monháng emé. Os acabados em b. m. tambem podem ſeguir eſta regra, vt Apâb, pâbemé, Acêm, cémenè.

✠ Mais vſado he por a eſtes ultimos me, ſomentes não fazendo caſo da vltima letra, vt páme, céme. Tirando o, reme, a eſte tempo, & pondolhe as particulas ſeguintes, em ſeu lugar ſignifica , como, q̃ vt xeçôyaçoâramónaê, vel naémo, xeçôramonaè, vel. naêmo, xeçóyaramê, xeçoyarametê, como,que eu foſſe ou fora.

¶ Para fazer futuro : como que eu ouuera, ou ouueſſe dir acrecentaſſe ao verbo,râma. vel, oáma, conforme as terminações, dos verbos dẽpta vltima vocali, a. porque eſta terminação ſẽpre ſerue de futuro, vt infra latius, vt xeçóráma, xeçórám yarâmetê,xeçórámyaramê,xeçóram yaço aramónaê xeçórám cerámonaê.

Pera o negatiuo xeçóeîmetê, xeçòeimyáramê, xeçòeím yaçóáramo naémo, xeçóeîm cerámonaê,o qual, i do, ya, ſe pronuncia como vogal no negatiuo precedente, m. como, mi, xeçorámíâr amê. &c.

Futuro negatiuo, xeçorámeîmetê , xeçorâmeî miâramê.

¶ Tambem ſe vſa deſte tempo pondo dous verbos o primeiro na terminação do indicatiuo, & o vltimo na do futuro do conjunctiuo, pera declarar eſtas maneiras de falar, eſtando eu dormindo, quando eſtiuer pera morrer , porque eſtaua pera comer, conforme â todalas lingoagẽs que eſte tẽpo tẽ, vt

Aquêr.durmo,aiûb, eſtou deitado.
xequé, xerumé. eſtando eu deitado dormindo.
xembaeú xeréneme, quando comia eſtando,ou eſtaua comendo.
xepóy xerérecóreme, eſtandome dando de comer.
¶ Infinitiuo.

O

Infinitiuo he proprimente o verbal, actionem verbi ſignificans, & por iſſo ſofre præpoſições & com tudo o actiuo retem ſempre ſeu accuſatiuo, vt jucâ, occidere, vel occiſio.
jucârecê, propter occidere, i. propter occiſionem.
xejucâ, me occidere.
xejucârecê propter me occidere, i. propter mei occiſionem.
Formação.

F

Ormãoſe deſta maneira. Os verbos acabados em vogal com accento na vltima,tirado o articuloficão formados vt Aiucâ, jucâ.

Os que tem accendo na penultima , ou acabados em conſoante addito , a infine detracto articulo, vt Acáy, Cáya, Aimongaráu, mongarâua, vel mongarâgua vt ſupra, acepiâc, cepiâca.

O negatiuo addito eíma, infine tirado o vltimo, a. dos que tem accento na penultima, vt juc áeîma, cepiáca, cepiâceîma, cáya, câieîma.

Conſtruição do infinitiuo, & ſeu vſo.

O

Vſo deſte modo he a do portugues no conjunctiuo com a particula , que, & em latim, vt Quero que vas, Aipotândeçô, que câ ſoa, quero teu ir.

Quis que foſſes, Aipotàndeçôagoéra , quis teu ir que foy.

Quero que vas de futuro,Aipotâ ndeçóaõàma, quero teu ir que ha de ſer.

Creo que has dir, Arobîandeçôãoáma, creo teu ir que ha de ſer, credo te iturum, &c.

E aſsi no negatiuo. Mas ſe os verbos dende ſe determinão ſão neutros acrecentão præpoſição, vt Folgo que vas, xerorîb deçôrecê, folgo com teu ir & ſic de cæt.

Onde a lingoagem não leua, que tambem pode vſar da maneira ſobredita, vt quero ir. Aipotâxeçô. que ſoa, quero meu ir.

Outra maneira melhor he compor o verbo pondo o infinitiuo primeiro, vt Açôpotâr,ir quero, & he hũ ſô verbo compoſto não ſe variando mais que o potâr, na conjugação.

De maneira que o infinitiuo com præpoſição coincidit com a ſignificação do futuro atraz, vt.

Xeçóremé, porque vou, porque fuy, ſe for.
Xeçórecê, propter meum ire.
Xeçóagoéra recê, por meu ir que foy.
Xeçôrámarecê, porque eydir, ſe ouuer dir.
Xeçóramboérarecê, porque ouuera dir, & aſsi nas mais ſignificações, que tem o futuro.
¶ Dos Gerundios.

G

Erundio in Di, não tem voz propria, mas ſeruẽ por elle os verbaes, in ába, que entre outras ſignificações ſignificão cauſa tempo, ou lugar, de fazer, &c. vt jucaçába, tempo, cauſa, ou lugar de matar.
In Do, Dum.

G

Erundio in Do , Dum , & primeiro ſupino he hũa meſma voz, vt jucábo, matando, á matar, pera matar.
Vltimo ſupino.

V

Ltimo ſupino não ha proprio , mas vſaſe de diuerſas maneiras claro , & elegante pellos meſmos infinitiuo , vt Acepc, vejo, Cepiâca,

Digno, fermoſo, ou torpe de ſe ver, diz.

Præſente ycatû cepiáca, yporâng cepiáca, pulcher viſu.
Præterito. ycatûcepiácagoéra.
Futuro, ycatûcepiácaõáma.

¶ Item vſaſe dos præteritos dos verbaes em âra, îra, neſta forma, venho de peſcar, a qual he voz do vltimo ſupino, poſto que não ſe vſa ſenão do ablatiuo com præpoſição, vt venio expiſcatione, qua diz, venho peſcador que fuy, Aiûyeporacaçároéra, venho denſinar, venho enſinador que fuy Aiumorōboeçàroéra, venho de ſer enſinado, venho enſinado q̃ fuy.Ajû imboepiroéra, & ſic in omnibus.

Formação do Gerundio in Do, vel Dum, ou ſupino.

O

S verbos acabados em vogal com accento na vltima fazem addito, , vt Ajucâ, jucâbo. Os acabados em i. vel. u. interpoem, a, vt Ayabî, abiábo, pro, Abíbo.

, vábo, pro, vbo, recorre a regra do g.interpoſto vt ſupra, fol.

Algũs acabados em outras duas vogaes juntas tambem interpoem, a vt Ayaô, aoábo, vel agoábo,

Ayepeê, yepeeábo, vel yepegoábo.

Aipoô, pooâbo, vel poogoábo.

Aixoô , xooábo, vel xoogoábo.

Outros ſeguem a regra geral de, bo, vt Aceê, ceébo.

Ayoô, óbo, recore a regra do, til, m. n. fol.

Os acabados em vogal com accento na penultima, ou em conſoante fazem addito,a,como no infinitiuo, vt, Acáy, Cáya, Aimongaráu, mongaráua, l. guá Acepiâc, cepiáca.

Os de B. mudãono em P. vt Açaucûb, çaucûpa.

Os de R. perdẽno, vt Aipotâr, potâ.

Dos Gerundios, & ſupinos negatiuos.

O

S negatiuos todos fazem, eîma, formandoſe como o infinitiuo, & do infinitiuo, & aſsi fica a meſma voz, vt jucâ, jucáeîma, não matando, cepiàceíma,çauçubeîma,potáreìma.

A rezão he porque todolos verbos ſe podem negar com eîm, vt ajucâeîm, não mato : & como ſe acabão em conſoante, claro eſtâ que ha de formar o Gerundio addito, a, ſomentes.

Dos Gerundios dos neutros.

O

S neutros formão os Gerũdios como os actiuos infine verbi, mas no principio variãoſe por todas as peſſoas como nos tempos que tem articulos, hoc modo. Amanô, morro. gerundio ſupino, manomo, morrendo, ujmanomo, morrendo eu.
Emanómo, tu.
Omanómo ille.

✠ Eſte, uj, he contracto, ou ha de dizer, guì, tocãdo o, u. liquido, vt guímanómo.

Plur.
Oromanómo, yámanómo, nos.
Pemanómo, vos.
Omanómo. illi.

Os come çadospor, ye, ou, porô, que ſão como paſſiuos, & abſolutos, ſe podem vſar ſem variação nhũa no principio dizendo, morô, por, porô, & ſerue á todas as peſſoas, & numeros, vt.

Ayemboê, Eu ſou inſinado, yemboébo, ſerue á todos, como ſe diſera o proprio variado.

Gui yemboébo, eyemboébo, oyemboébo, oroyemboébo, peyemboébo, aporomboê, eu enſino, abſolute, moromboébo, ſerue como, uj poromboèbo eporomboébo, oporomboébo, &c.

Dos Gerundios dos que não tem articulos.

O

S verbos que não tem articulo fazem o gerundio ou ſupino, amo, mas no principio variãoſe com ſeus pronomes, na terceira peſſoa tem ſempre, o.

Os acabados em vogal, com accento na vltima, fazem, ramo, vt xecatû, xecatúramo, vejaſe a regra atras de til, fol.

xecatúramo, ſendo eu bom.
ndecatùramo, ſendo tu bom.
ocatúramo, ſendo elle bom.
Plural.
Ore, yandecatúramo, nos.
Pecatúramo, vos.
Ocatúramo, illi.
Os que tem accento na penultima, ou acabados em

conſoante, addito, amo, ſomentes, vt xereçarai, xereçaráiamo, xroîb, xeroríbamo. Os negatiuos vt ſupra addito, mo, vt xecatûeímamo xereçaráieîmamo, xerorîbeímamo.

Da Construição do Gerundio
in Do,

D

Os Gerundios in Do, ſe vſa, quando a oração ſe refere a meſma peſſoa agente,& ſuppoſito, como no latim, vt Anheêng uixóbo, loquor eundo. Erenheêngeçóbo, loqueris eundo. Não ſe referindo á meſma peſſoa, vſaſe do futuro do conjunctiuo q̃ tem a ſignificação de gerundio, ou ablatiuo abſoluto, vt Anheêng ndeçòreme, loquor te eunte.
Dos Participios, ou verbaes in
Ara, Aba.

O

S verbos acabados em vogal com accento na vltima & em v. com accento na penultima, r. ou, til, fazem, çára, çába, vt.

Ajucâ, jucaçara, jucaçába.

Aimongaráu, mongarâuçára, mingarâuçába.

Ainupa ̂̑, nupãçara, nupãçâba.

Aimombôr, momboçâra, momboçâba.

Eſtes podem perder eleganter o ç vt Abíçára Abiára, Abiçâba, Abiâba, contracto, ia, vt ſupra. Os que tem, a, antes do ç. não perdem, o ç. ao menos no, çâra, vt jucáçâra no çâba, podeſe perder todo o ça, vt jucáçaba, jucaba, maxime no præterito, & futuro podem perder o, ç. porque coincidunt cum infinitiuo, vt jucâçâgoêra, jucáagoéra, jucaçaõáma, jucáaõáma.

Os acabados em, r. não perdem o, ç. no præſente maxime tendo, a antes, vt Aipotâr, potaçâra, potaçâba. Tendo qualquer das outras vogaes antes, bem ſe poderia vſar, quando não coincidiſſem cõ outros de diuerſa ſignificação, vt Aimombôr, mõboçâra, momboâra, momboâba, ſed raró id euenit.

No præterito, & futuro podem tomar, r. por ç. vt,

Potaçároéra, potárâroéra, potârarâma.

Potaçágoéra, potárâgoêra, potâraõáma.

Os que tem, l. antes do, ç. o cõmum he não perderem o, ç. no, çâra, do præſente, vt moingueçâra, ainda que em algũ ſe poſa vſar. No præterito, & futuro ſi, vt moinguèçároèra , moinguêaroéra, moinguêarãma.

No, çâba, não ſomente ſe pode perder, o ç. mas as vezes todo o, ça, vt Tecobéçaba, tecobéba, Ciquîgeçába, ciquîgéba.

Os acabados em vogal com accento na penultima fazem Târa, Tâba, vt Ayopóy, poitâra, poitâba.

No præterito, & futuro podem perder, o T, vt pòyaroèra, pòyarâma, &c.

Os acabados em conſoante formão, addito, ra, ba, alem do gerundio, vt Acepiâc, Cepiâca, Cepiâcàra Cepiâcâba, Açuçûb, çauçúpa, çauçúpâra, çâuçupâba. Em todas eſtas mudanças recorre á regra aſsima do m. n. til. fol.

DE BAE.

P

OR eſtes verbaes em, ára, ſeruem as terceiras peſſoas dos verbos vtriuſque numeri, cõ bae, no fim, no affirmatiuo, vt ojucâbaê, o q̃ mata, que he o meſmo que jucàcàra, & no negatiuo formaſe ſobre a particula negatiua, eîm, vt oiucâeîmbaê, o que não mata, jucaçàreîma, não matador.

E os neutros ainda que poſsão ter verbaes em, ára mais vſão deſtes, vt oçôbaê, o que vay, melhor q̃ çoçára.

Eſte he o Relatiuo, qui, quæ, quod, nhũa modança ſe fas nelle in principio, na conſtruição ſempre o nomiatiuo ſe poſtpoem melhor quando inclue, ſum, es, fui, vt ojucàbaêyxê, eu ſou o que mato, que he o meſmo q̃ jucaçára yxe, eu ſou o matador.

Se ſe præpoſer ha ſe de fazer nelle algũa detença na pronunciação do nominatiuo vt yxêoçôbaê, eu ſou o q̃ vou, de hoc latius infra na regra do ſũ, es, fui.

Não ſe incluindo ſum, es, fui, melius præponitur o nominatiuo, vt yxê ojucâbaê, eu o que mato, ndê ojucâbaê tu, Pedro oçobaê, Pedro o que foy. Para a conſtruição do accuſatiuo vſaſe delle como do verbal, ára, præpondolho ſempre na terceira peſſoa, vt Pedro, ojucâbaê, o que matou á Pedro, que tanto monta como, Pedro jucaçára, Petrum occidens.

Sendo a primeira, & ſegunda accuſatiuo não ſe vſa delle, ſenão do participio, ou verbal, vt xéjucâçára, me occidens, ndêjucaçàra, te occidens, &c.

Nos verbos acabados em conſoante interpoemſe, i. propter concurſſum, vt, ſupra, vt, Acepiâc, ocepiâcîbaê, açauçûb, oçauçûbibaê, ocêm, ocêmîbaê. Poſto que neſtes de b. & m. o mais vſado he, oçauçûbaê, ocêmbaê, porque, mb. recte concurrunt.

De Bôra.

T

Ambem pellos de çàra, ſeruem hũs acabados em bòra que cõmummente ſe vſão nos neutros, & feitos de nomes tambẽ, vt Acanhèm, fujo, canhem bára, canhembóra.
xemaraâr, eſtou doente.
maraabóra, o doente.
miraíba, doença de bixigas.
miraibóra, o que a tem.
mía ̂̑, boubas. miãbòra.
Ambiacî, fome.
Ambiacibòra, faminto.
Vcèya, ter ſede.
Vceibòra, ſedento.

✠ E noteſſe que ſe ão de tirar neſta compoſição as vltimas letras, ou ſyllabas, vt ſupra fol. A differença que ha deſtes aos verbaes he que os ver baes mais ſignificão acto, & eſtes habito, cuſtume mais tempo, vt Canhembára, o que fugio, ainda que não ſeja mais que hũa vez, canbembòra, o q̃ anda fugido, ou tem cuſtume de fugir, poſto que ſe confundem. Porque tambem os verbaes em, ára, reſpeito do Baê, atras ſignificão mais, como o offício, poder, ſaber, &c, vt monhangára, o fazedor que tem officio, ſabe ou pode fazer, &c. & oimonbângîbaê, o que fas algũa couſa , ou aeſtá fazendo, ainda que não ſeja mais que hũa vez, & iſto nos preſentes maxime.

Eſtes nomes de bôra, formãoſe do verbo, Ipôr , que ſignifica eſtar algũa couſa dentro doutra, & aſsi, maraàbòra, ſignifica homẽ que eſtà dentro da doença & ferê hão de ter. bòra, poſto que algũs ſe achem com pôra, tambem, vt,mbaeacîpóra, & bôra, muruàpòra. & bòra.

Quando ſignifica algũa couſa que eſta dentro, ou ſe poem os nomes præcedentes inteiros,& pôra infine, vt Camucîpôra, ocapôra, cãmapôra, ou ſe ſe compoem guardão as regras da compoſição, m. n. til, vt ſup. fol. vt nhũbèra, opóra,cãbòra, & fol.

Paranâmbòra, ſempre ſignifica couſas q̃ ſe crião no mar como peixe, mariſco, & a differẽça deſtas ſe diz,

Paranâpora, qualquer outra couſa que eſta no mar, como pao, pedra, &c.

Tambem ſignifica eſte, pôra, ſinal da pancada, conforme ao inſtrumento cõ que ſe deu vt, Quicêpòra cutilada de faca, giapâpóra, de fouce, ytangapẽbóra,deſdapa, &c. & conforme a iſto tabem ſignifica, toda couſa ganhada cõ ſemelhantes inſtrumentos, ou cõ a mão, vt pindapòra,peise tomado ao anzol, giapâpòra, couſa ganhada ou feita cõ fouce como o mantimento que naceo diſſo, &c. xepôpôra, couſa ganhada por minha mão, ytangapémapôra, couſa ganhada cõ eſpada, ainda que ſeja homẽ, & ſempre ſe guardem as regras da cõpoſição, ſe o quizerem compor como em todos os mais, vt giapâpòra, mìnapôra, mímbôra, mas o vſo ſera melhor meſtre.

Dos verbaes Paſsiuos, ou Participios
Em, Ira.

O

S acabados em vogal fazem, píra, vt ajucâ, yjucapíra.

Os acabados em conſoante metem, i. antes do, pîra, propter concurſum, vt açauçûb, çauçúbipîra, lẽbreſſe do m. n. til. fol. Hũs tem, i. no principio, outro ç. como pater neſtes exemplos o qual nunca ſe lhe aparta.

Dos de, Mi.

E

Stes não tem mais, que pôr, mi antes do infiniuo, vt jucâ, mijucâ, monhânga, mimonhânga, por relatiuo, ce, inteiro vt patet ſupra, fol.
Dos verbaes dos neutros.

E

M todos os neutros alem de poderem ter verbaes, ẽ âra, & bae, vt ſupra, maraaçàra, ymarâribaé, o que eſta enfermo, &c. Os infinitiuos tambem ſeruẽ de verbaes, em âra, vt.

Acanhêm , eu fujo, Canhéma, fugir, Abâcanhéma, homẽ fugido.

Nhemboê, ſer enſinado, ou aprender, neutro.
Cunumînhemboê, moſſo que aprende, ou ſe enſina. Porapitî, matar, abſolute.
Abâporapitî, homẽ matador.
Acunumî jucâ. mato mininos, interpoſito actiuo com o qual fica abſoluto.
Cunumî jucâ. matar mininos.
Abâcunumî jucâ, homem mata mininos.

¶ Pondo á eſtes, mbaê, que quer dizer, couſa em lugar, de, Abâ, que quer dizer peſſoa, diz o meſmo com mais força como apodando, injuriando, vt.

Abâmondâ, homem ladrão.
Mbaêmondâ, o meſmo.
Abâporû, comedor de carne humana.mbaêporû.
Abâjurûape ̂̑, boqui torto.
mbaêjurûape ̂̑, idem.

Ainda que eſtes no preſente do infinitiuo ſão os meſmos que os verbaes em, ára, contudo na formação dos præteritos, & futuros, ſe differenção, ao menos no præterito, porque ſendo nome formão o præterito, & futuro, como nomes vt ſtatim videbitur , & o infinitiuo formaos como na conjugação,com a exceição poſta ſupra fol.vt

Nhemboê. aprender. Præterito. Nhemboeagoéra futuro, nheboeaõama, Nome vero, nhemboé, o q̃ aprẽde, pręt. nhemboèpoêra, fut. nhemboerâma, &c.

Dos de âba.

O

S verbaes em, âba, dos neutros ſeruem tambem pelos paſsiuos, îra, & mi vt.

Maenduaçàba, couſa lembrada, de que nos lẽbramos.

Teçaraitâba, couſa eſquecida, tradita obliuioni.

Nos meſmos verbos actiuos interpoſto o accuſatiuo vt infra, q̃ cõtudo ficão actiuos ſe ſva do verbal em âba, pellos de îra, & mi, vt.

Aimeêng, dou, . roça, Aicômeêng, dou roça.

Aicômeêng Pedro, dou roça á Pedro, Pedro he acc ſatiuo.

Xecômeêng, , he accuſatiuo.

Xecômeengába, a que me he dada por minha roça.

Pedro có meengàba, a roça q̃ he dada á Pedro,donata Petro. E poſto que tenhão verbaes em , îra , & mi , tem muito differente ſignificação, porque então fica o que recebe por peſſoa patiente,como donatus, vt,

Ycô meengimbîra, Donatus agro.

Xeremícômeénga, Ame donatus agro.

Diſto ſe vſa ſegundo as ſignificações differentes dos verbos que ſoffrerão ou não eſta maneira de cõſtruição, & compoſição, vt docebit vſus.

¶ Eſtes verbaes em, aba aſsi nos actiuos como nos neutros ablata vltima ſyllaba,& com præpoſição, pe, tem a meſma ſignificação, q̃ o futuro do ſubjunctiuo ou gerundio in Do, vt jucaçába, xejucaçàpe. i. xejucáreme, xejucâbo, i. quando me matarao, ou materem,matandome.

Da formição dos Præteritos, &
Futuros dos nomes.

E

M todos os nomes ha præterito , q̃ he,ôera, vel vèra , & futuro, âma, vt mbaê, couſa, mbaêpoéra couſa que foy, mbaêráma, couſa que ha de ſer, & daqui ſe formão os verbos ſem articulos, vt ypoêr

foy ja, ou paſſou ja, xepoêr, ndepoêr, ypoêr, tecóaîba, paſſouſe á maldade, Irâm, ſerá, ou ha de ſer, xerâm, nderâm, yrâm.

¶ Formãoſe deſta maneira (tirados os infinitiuos q̃ tẽ ſua formação propria nos præteritos, vt in Cõjugationes) mas nos futuros alẽ de ſua propria podẽſe formar como todolos mais, vt ſupra fol.

Os que tem accento na vltima fazem, poéra, ráma, vt tobâ, tobâpoèra, tobâráma.

Os que tẽ accento na penultima mudão a vltima vogal em oêra, oâma, vt óca, ócoéra, ocõáma.

Se tem, b. na vltima ſyllaba mudãono em, g. vt Túba, Tugoêra, Tugoãma.

Se tem n. r. acrecentão no futuro, ma, ſomentes, vt mèna, menâma, jára , jaráma.No præterito vt reliqua,lembreſe á regra do m. n. til, ſup. fol.

Do vſo deſtes futuros.

E

Stes futuros ſignifição, o que ha de ſer, & o que auia de ſer. Aprimeira he clara xejáráma, meu ſñor que ha de ſer. Para a ſegunda ainda que ſe fale de couſas paſſadas não ſe tem reſpeito ſenão ao tempo em que auião de ſer,& não ao preſente, ou præterito, vt, ſe Pedro ontem não hera meu ſñor, & fez algũa couſa, não diguo eu, oje Pedro meu ſñor fez iſto, ſenão Pedro meu ſñor que auia de ſer, porque quando o fez, não hera meu ſñor, Pedro xejâráma. Meu pay que morreo diſſe tal, diſſe, Meu pay que auia de morrer diſſe tal, porq̃ quando o diſſe ainda não era morto, xerúba omanôbaerâma. Dame anzois, ſimpliciter, falaſe pello

preſente eimeêng pindâyxèbe, ſe quero por o poſeſsiuo primeiro, por força ey de falar pello futuro, porque ainda não ſão meus, vt, eimeêng xepindârãma,dame meus anzois que hão de ſer, Pedro oimeéng , xepindârãma, Pedro me deu meus anzois que hão de ſer, ou os que auião de ſer meus anzois.

Dos verbais Amboéra.

E

Stes como conſta de ſua ſignificação, tem parte de futuro, & preterito, o que ouuera de ſer, & não foy, donde nace o verbo, jrámboêr, muito vſado, vt, jramboêrxeçô, não ouue effeito minha ida , vel xeçôramboéra , minha ida que ouuera de er.

E aſsi ſua propria formação he do futuro, addito præterito, vt, Tobâráma, roſto que ha de ſer, mutato vltimo, a, em,boera, fica, ramboèra , vt, tobârãboéra. Mas pera mais facilidade tomeſe eſta regra.

Os que tem accento na vltima, addito, ramboéra,vt , poramboéra, teçâ, teçâramboèra.

Os que o tem na penultima, addito, mboera, vt, òca ócamboéra.

Do verbo negatino.

O

Verbo negatiuo ſe faz pondo, i. no fim do affirmatiuo, & na,vel,nda,no principio, o qualſe encõtra cõ vogal perde o,a.ſe encõtra cõ cõſoãte fica inteiro, vt Napejucâi, Naxeroribi.

Nos acabados em b. ſe pode deixar de pronunciar o, b. as vezes, vt Acendûb, nacendúi,& no affirmatiuo tambem com a regra do aduerbio ,de qua infra, & ainda em algũs ſe vſa mais elegãtemẽte,vt Coai, pro, Coábi, túí, pro Túbi.

Tambem ſe podem negar os verbos com , eîm, ſomente in fine, vt Ajucáeîm , não mato,& daqui vem que os tempos que não tem articulo todos ſe negão com, eîm, vt jucàeíme jucaeîma, & com a regra do aduerbio jucáeîmi.

Mas nos tempos que tem articulos em poucos verbos ſe vſa eſta maneira de negação, poto que os verbos não tenhão articulos nos quais ha algum vſo mais, vt.

xeporeróbiâr, xeporeróbiareîm, naxeporeròbiâri, xetecocuábeîm, naxetecòcuábi.

Pondolhe ambas as negações. ſ. na, in principio,& eími, infine,he muito vſado , & elegante, & fazem hũa affirmação, vt Aipotâr , naipotáreîmi, não deixo de querer, i. quero, & eſtes ſe conjugão conforme ao negatiuo , como he claro, naipotareîmixoéne, eipotareîmumè.

Mas nos tempos , que não tem articulos,ſe põe,na, in principio, & rua ̂̑, diſsilabo no fim, vt futuro negatiuo de Aipotâr, he ypotareíme porque não quer, ſenão quizer. Mas o negatiuo de naipotareîmi , he naipotâreîmerua ̂̑, vel nipotareîmerua ̂̑, não porque não queira, nipotáreîmarua ̂̑, infiniti uo, ou gerundio, não não querendo, não deixando de querer. Com eſtes verbos de duas negações ſe faz hum modo de falar, que quer dizer faço, ou finjo que não, addito, aúbi, in fine, vt naipotareîmaúbi, faço que não quero.

O affirmatiuo deſte ſe fas repetindo o verbo , vt Açoâçôaûb,finjo q̃ vou, Araçôraçôaûb.

Repetindo duas vezes o, aûb, ſignifica deſejar, vt Açôaûaûb , deſejo , dir : ainda que eſte aduerbio, corî ſe diz vtroque modo, vt corî corîaûb,corîaûaûb.

Não tendo mais que hum, aûb, ſignifica fracamente ſem effeito, vt Açáuçûbaûb, amoo fracamente, ſẽ effeito, ou ſem auer de fundir nada, &c. vſus docebit.

Do Verbo paſsiuo.

P

Aſsiuos propriamente ſão os dous verbaes de, îra, & mi. vt inconjugatione. Tambem ſe poem, ye entre o artigo, & o verbo, & fica neutro propriamente reciproco em ſi meſmo, vt Ajucâ , mato, Ayejucâ, matome.

Tambẽ podẽ ter ſignificação paſsiua,ſaltẽ na quelles cuja acção ſenão pode fazer pella peſſoa agente vt . eu como Ayeû, eu me como. Mas a finita dirá, Ayeû, eu ſou comida,como ſe vſa na terceira peſſoa, oyeû, comeditur , comeſtibilis eſt.

Acendûb, ouço, da campa ſe diz, oyendûb, he ouuida

Aimonhâng , faço. Ayemonhâng, ſou feito, & ſic de cæt.

Se tem, vcâr, infine, todos podem ter ſignificação paſsiua, vt Ayejucáucâr, façome matar, ou deixo me matar, ſino me occidi. Eſtes como ſão neutros ſe podem tornar a fazer actiuos,de quo,& da variação, que faz em algũs verbos. infra.

Do Reciproco mutuo.

O

Reciproco mutuo (vt ſupra) ſe faz poſto , yo, ẽ lugar de, ye, vt oroyòjucâ, matamonos inuic. ẽ

Os verbos por, yo. começados não o ſoffrem ſaluo ſe ſe vſar nos tempos, que não tem articulo que perdem,o, yo. natural, & ficalhes por reciproco, vt, Ayopòi, egocibo, gerundio, póya: pode dizer, oyopoya, ſe inuicem cibando.

Tambem ſe vſa eſte, yo, abſolute paſsiuo não tendo caſo ante ſi, vt, Ainupa ̂̑, açoito, yonupa ̂̑, proprie,açoutarſe mutuo. Tambem diz ſer açoutado, ou açoutes, vt , Angaipába , oiporarâ yonupa ̂̑. os maos padecem ſer açoutados, ou açoutes˙

Do Interrogatiuo.

N

Enhũa parte da oração ſe poem ſem interrogação expreſſa que he, pe, ſaluo ſe ſe deixa, porq̃ notom da fala ſe entende que perguntão O verbo pois conjugaſe cõ ella infine, hoc modo,Aiucâ pe? mato eu? erejucâpe? tu,Ajucâpené? matarei? & ſic in reliquis tẽporibus que ſofrem interrogação.

Negatiuo, Najucàipe? Naiucáixoépene? não mato? não matarei? Najucáixomopé? vel Naiucáixòpemo? não matâra ?

Se tem algũas partes antes do verbo,quer ſeja hũa, quer muitas que não ſe ſoffrem na conſtruição eſtarem apartadas, logo cõ ellas ſe poem a interrogação, vt.

Xèpè ajucâ? eu mato?
Xerúbapèoçô? meu pai foy?
Xerúbaçupépè ereçô? por meu pay vas.

Nos tẽpos que não tem articulos, ſempre ſe poſtpoẽ porq̃ neceſſariamente ha deſtar o nominatiuo,ou accuſatiuo immediato ao verbo à parte ante, vt, Xeçòremepè? xejucábope? xejucaçárape?

E por eſta cauſa quando na conſtruição ſe perde o articulo ſe ha de tornar a repetir o accuſatiuo, vt yxêpè xejucâ? ndépendèjucâ? A mi me matão? A ti te matão?

Soeſe por, te, antes do, pe, que ſignifica , pois, ſimpliciter, ou quaſi negando, vt, Abâtepéoçô? pois quẽ foy? Açôtepéyxê? Como, fuy eu? quaſi dicat, não.As vezes he dubitatiuo , vt oçóruãtepéê? foy, ou iria porventura? As vezes admiratiuo,vt, oçôteperaeê? De maneira que foy?