Abrir menu principal

Página:Espumas fluctuantes (corr. e augm.).djvu/161

153
ESPUMAS FLUCTUANTES


o TONEL DAS DANAIDES


DIALOGO

Na torrente caudal de seus cabellos negros
Alegre eu embarquei da vida a rubra flor.

— Poeta I Eras o Doge o annel lançando ás ondas...
Ao fundo de um abysmo... arremeçaste o amor.

Depois minh′alma ao som da lyra de cem vozes
Sublimes fantasias em notas desfolhou.

— Cleópatra também p′ra erguer no Tibrea espuma
As per′las do collar nas vagas desfiou!

Depois fiz de meu verso a purpura escarlate
Por onde ella pizasse em marcha triumphal!

9.