Peregrinaçam/XLI


DEſte rio de Toobaſoy ſe partio Antonio de Faria hũa quarta feyra pela menham veſpora do corpo de Deos do auno de 1540. E fez ſeu caminho ao longo da coſta do reyno Champaa, pela não eſgarrar cos vẽtos leſtes, que o mais do tempo curſaõ naquelle clima muyto tempeſtuoſos, principalmente nas conjunçoẽs das lũas nouas & cheyas; & logo à ſeſta feira ſeguinte ſendo tanto auante como o rio a que os naturaes da terra chamão Tinacoreu, & os noſſos a varella, lhe pareceo bem por conſelho de algũs entrar dentro nelle, para ahy tomar informação de algũas couſas que deſejaua ſaber, & para tambem ver ſe achaua ahy nouas do Coja Acem q̃ hia buſcar, porque todos os juncos de Sião, & de toda a coſta do Malayo q̃ nauegauão para a China, cuſtumauão fazer ſuas eſcallas neſte rio, & ás vezes vendem bem ſuas fazendas a troco de ouro, & Calambaa, & marfim, de que em todo eſte reyno ha muyto grande quantidade. E ſurgindo da barra para dentro defronte de hũa pouoação pequena que ſe dezia Taiquilleu, nos vierão logo muytos paraoos de reſreſco a bordo, os quais vẽdo q̃ eramos gẽte noua q̃ elles ally nunca tinhão viſto, ficarão muyto eſpãtados, dizẽdo hũs para os outros, grande nouidade deue ſer eſta cõ q̃ nos Deos agora viſita, & queira elle por ſua bondade q̃ não ſeja eſta nação barbada daquelles q̃ por ſeu proueito & intereſſe eſpião a terra como mercadores, & deſpois a ſalteão como ladroẽs, acolhamonos ao mato, antes q̃ as faiſcas deſtes tiçoẽs branqueados no roſto com a aluura da cinza que trazem por cima, queimem as caſas em q̃ viuemos, & abraſem os cãpos de noſſas lauouras, como tem por cuſtume nas terras alheas, a que outros reſponderaõ, não ſeja aſsi ja que por noſſos peccados os temos das portas a dentro, não entendão de nos que como inimigos, nos receamos delles, porq̃ mais depreſſa ſe declararão com noſco, mas com

ſembrante alegre, & palauras brandas lhe perguntemos o que querem, porque ſabida a verdade delles a eſcreuamos logo ao Hoyaa Paquir a Congrau onde agora eſtà. Antonio de Faria, fingindo que os não entendia, inda q̃ na embarcação auia muytos interpretes, os recebeo com bom gaſalhado, & comprandolhe o refreſco q̃ trazião, lho mandou pagar a como elles quiſerão, de que ſe elles moſtraraõ muyto ſatisfeitos. E perguntandolhe elles donde era, ou o que queria, lhe diſſe elle, q̃ era do reyno de Sião do bairro dos eſtrãgeyros de Tanauçarim, & q̃ hia de veniaga como mercador q̃ era para a ilha dos Lequios a fazer ſua fazenda, & que não entrara aly a mais q̃ a ſaber de hũ mercador ſeu amigo que ſe chamaua Coja Acem q̃ tambem para là hia, ſe era ja paſſado adiante, pelo q̃ logo ſe queria tornar, aſsi por não perder a moução, como por tambem ter entendido q̃ não podia aly vẽder o que leuaua. Ao que elles reſponderão, dizes verdade, porque aquy neſta aldea não hia mais que redes & paraos de peſcar, com que pobremẽte nos ſuſtentamos, porem ſe tu fores por eſte rio acima â cidade de Pilaucacem onde eſtà el Rey, nòs te ſegurauamos q̃ em menos de cinco dias venderas dez juncos deſſes carregados de todas as fazendas que trouxeras por muyto ricas que foraõ, porque ha la mercadores muyto groſſos q̃ tratão por cafilas de alifantes, & de bois, & de camellos para toda a terra dos Lauhòs, & Pafuaas, & Gueos, que ſaõ pouos de gẽtes muyto ricas. Vẽdo Antonio de Faria a materia diſpoſta para ſe informar do q̃ deſejaua ſaber, os eſteue inquirindo muyto miudamente, a q̃ algũs delles, q̃ parecião de mais autoridade, reſpõderão muyto a propoſito, dizendo, eſte rio em q̃ agora eſtàs ſurto ſe chama Tinacoreu, a q̃ ja algũs antiguamẽte chamarãoTaraulachim, q̃ quer dizer, maſſa farta, nome q̃ com muyta razão lhe foy poſto, ſegundo os antigos inda agora nos contão, o qual todo aſsi, como o vès deſte proprio fundo & largura, chega atè Moncalor, q̃ he hũa ſerra daquy oitenta legoas, & dahy para diante he muyto mais largo, mas tem menos fundo, & em algũas partes tem campos baixos & alagadiços, nos quais ha infinidade de aues que cobrem toda a terra, & ſaõ em tanta quantidade, que por reſpeito dellas ſe deſpouoou agora faz quarenta & dous annos todo o reyno dos Chintaleuhos, que era de oito dias de caminho. Mas paſſada eſta terra das aues, ſe entra em outra muyto mais agreſte, & de grandes ſerranjas, onde ha outros muytos animaes muyto piores inda q̃ as aues, como ſaõ alifantes, badas, lioẽs, porcos, bufaros, & gado vacum em tanta quantidade, que couſa nenhũa que os homẽs cultiuem para remedio de ſua vida lhe deixão em pè, ſem ſe lhe poder tolher por nenhũa via. E no meyo de toda eſta terra, ou reyno, como ja foy antiguamente, eſtà hum grande lago, a que os naturaes da terra chamão Cunebetee, & outros

o nomeão por do Chiammay, do qual procede eſte rio com outros tres mais que regão muyto grande quantidade deſta terra, o qual lago, ſegundo affirmão os q̃ eſcreueraõ delle, tem em roda ſeſſenta jaõs, de tres legoas cada jão, ao longo do qual ha muytas minas de prata, cobre, eſtanho, & chumbo, de que continuamente ſe tira muyta quantidade deſtes metais q̃ de veniaga leuão mercadores em cafilas de alifantes & badas aos reynos de Sornau, que he o de Sião, Paſsiloco, Sauady, Tangù, Prom, Cafaminhan, & outras prouincias que pelo ſertão deſta coſta de dous & tres meſes de caminho eſtão diuididas em ſenhorios & reynos de gentes brancas, de baças, & de outras mais pretas. E em retorno deſtas fazendas ſe traz muyto ouro, & diamãtes, & rubis. E perguntados ſe tinhão eſtas gentes armas, reſponderaõ que não tinhão outras ſenão ſomẽte paos toſtados, & criſes de dous palmos de corte; & tambem diſſeraõ que ſe podia là yr por aquelle rio em dous meſes até dous & meyo de caminho, & iſto por reſpeito das agoas que decião com muyto impeto a mayor parte do anno, porem que à vinda ſe vinha em oito atê dez dias. E apos eſtas preguntas lhe fez Antonio de Faria outras muytas, a que elles reſponderão outras muytas couſas daquella terra, aſſaz merecedoras de qualquer grande eſprito deſejar de ſe empregar nellas, & quiça de muyto mór proueito & menos cuſto, aſsi de ſangue como de tudo o mais, do q̃ he tudo o da India, em que tanto cabedal ſe tem metido atè gora.