Abrir menu principal

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo/CXVI

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo por Garcia de Resende
Da morte da ynfanta Dona Joana yrmaã d' el-rey


E estas e outras muito mayores festas se ordenavão cada vez em mayor perfeiçam e mayores despesas se nam fora a morte da infanta Dona Joana yrmãa d' el-rey que entam se finou no Moesteiro de Jesu cl' Aveiro onde estava solteira sem casar, e falleceo em ydade de trinta e seys annos. De que el-rey foy bem anojado porque nam tinha nem teve outro irmão nem yrmaã, e queria-lhe muyto grande bem, e estimava-a muito por ser singular princesa de muytas virtudes, bondades, e perfeições, muito catolica, devota, e amiga de Deos, e muy obediente a el-rey seu yrmão, por que elle e a raynha, o principe tomaram grande doo, e os paços todos foram desarmados de panos ricos e armados de panos azues, e assi toda a corte tomou doo. El-rey lhe fez logo muito solene saymento com muyta despesa em muyta perfeiçam no Moesteiro de São Francisco da dita cidade. E sentio el-rey muyto sua morte por ser em tam poucos dias que nam ouve tempo pera elle a poder yr ver e estar com ella em tal hora. Porque parecendo aos que com ella estavam que a doença nam era de tanto perigo, o nam fizeram saber a el-rey, que por ysso foy muito triste; e lhe pareceo que falecer em tal tempo fora em pendença do sobejo prazer e alegria que por este casamento tomara, que por el-rey ser muyto catholico todalas cousas que lhe aqueciam, se eram boas atribuya a Deos, e as maas a seus peccados, dando com tudo louvores a Nosso Senhor.