Abrir menu principal

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo/LI

< Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo
Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo por Garcia de Resende
Do que aqui em Santarem aqueceo a el-rey de noyte


Estando el-rey nos paços de Santarem na cama com a rainha depois de todos repousados acerca da mea-noite dormindo ja el-rey, lhe bateram aa porta da camara onde jazia. Acordou e perguntou quem era, e nam lhe responderam; ficou enleado cuydando o que podia ser; dahi a pouco tornaram a bater e elle levantou-se muyto manso e vestio hum roupam, e tomou hũa espada e hũa adarga e hũa tocha acesa na mão e foy muito passo só abrir a porta; e em na abrindo sentio yr diante si homem que abrio outra porta, e elle depos elle lhe foy o homem fogindo, abrindo todas as portas atee os desvãos dos paços, que he cousa tam carregada, que de dia se carrega qualquer pessoa d' andar soo por elles, quanto mais de noite e a taes oras; e mais avendo ahi sospeita que alli sentiam cousa maa. A raynha bradou alto, e aos brados lhe acudiram molheres que a grande pressa chamaram os fidalgos da guarda e monteiros que logo acodiram todos com armas e tochas acesas, e foram achar el-rey só nos desvãos buscando todolos cantos delles tam seguro e sem receo que mais nam podera ser se fora no meo do dia. E entam perante si fez buscar tudo sem ficar nada, e nam se achou cousa algũa, por onde elle e todos affirmaram ser cousa passada desta vida. Tornou-se el-rey entam com todos, fazendo fechar has portas, tam despejado e ho rosto tam seguro e alegre que todos vinham espantados. Deu boas noites e tornou-se a lançar na cama com ha raynha como dantes jazia, e nam deyxou por ysso de repousar e dormir.