Abrir menu principal

Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo/LVIII

< Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo
Vida e Feitos D' El-Rey Dom João Segundo por Garcia de Resende
Da embaixada que el-rey mandou com a obediencia ao Papa Inocencio oitavo


Neste anno estando el-rey em Setuvel, lhe veo recado como era falecido o Papa Sisto quarto, e assi da nova criaçam do Sancto Padre Inocencio oitavo por seu breve. A que logo ordenou mandar sua acostumada obediencia, e lhe mandou com ella por embaixadores Dom Pedro de Noronha seu mordomo-mor e comendador-moor da ordem de Santiago, e o doutor Vasco Fernandez de Lucena do seu conselho, grande letrado e muito bom orador, e Ruy de Pina por secretairo, e muytos fidalgos e cavaleyros e muy honrrada companhia, e foram por terra atee Roma. Onde foram muyto honrradamente recebidos de toda a corte de Roma. E a obediencia foy dada em consistorio muy solenemente por o doutor Vasco Fernandez que fez hũa muito elegante oraçam com grandes e verdadeiros louvores do Papa e dos reys de Portugal. E as cousas que em nome d' el-rey se requereram o Papa por meo do cardeal de Portugal que era seu proteitor, fez todas com muito amor e boa vontade e antre has muitas graças e cousas que se concederam foram estas as principaes.

Primeiramente a cruzada pera a guerra d' Africa, com grandes indulgencias e remissões de peccados, aos que pera ella dessem certa soma logo taxada, segundo as calidades das pessoas e valia das fazendas de cada hum; e assi licença pera nos castellos do estremo destes reynos se poderem dizer missas em lugares honestos sem perjuyzo das ygrejas e parrochias. E outra tal licença pera nas casas da Justiça que sam da Sopricaçam e do Civel, tambem se poderem dizer pera sempre missas. E licença a el-rey pera poder tornar em hum soo esprital todolos espritaes de Lixboa que eram muitos, e assi os de Santarem e Evora. E tambem grandes yndultos de beneficios pera capelães d' el-rey, da raynha e do principe e outras muytas graças particulares.

E neste ãno querendo el-rey que em seus reynos ouvessem muitas armas, e prover todos seus vasalos dellas de que avia necessidade, mandou fazer e trazer de fora aa sua custa hũa grande soma de lanças compridas, e hum grande numero de couraças de muytas sortes e as mandou lançar pollo reyno segundo cada hum devia de ter, e pola paga deu a todos em geral hũa honesta espera em que pagassem.